“Caiado quer pegar carona no sucesso do HGG, marca do governo Marconi Perillo”, afirma deputado Gustavo Sebba

12/07/2019

Parlamentar tucano desmascara tentativa do atual governo de tomar para si conquistas alcançadas nos governos do PSDB na área de transplantes de órgãos

Artigo veiculado nesta sexta-feira (12/7) pelo deputado estadual Gustavo Sebba (PSDB) contesta informações veiculadas ontem no Jornal Anhanguera, segundo as quais o atual governo é o responsável pela boa performance do Hospital Alberto Rassi (HGG) na execução dos transplantes de órgãos.

As declarações do Secretário da SES Ismael Alexandrino, “são sofismáticas e falaciosas. Mais que isso, revelam uma face até então desconhecida deste governo, a de usurpadores”, afirma o parlamentar.

Para Gustavo Sebba, o discurso de terra arrasada não é mais aceito pelos goianos, – “pesquisas internas do próprio governo confirmam a tese”. O tucano argumenta que a capacidade do HGG em efetuar transplantes cardíacos “só foi possível por conta de investimentos maciços que os governos de Marconi e José Eliton fizeram no hospital”.

Confira o artigo:

Nova marca do governo Caiado: usurpação de legado

As declarações do Secretário da SES Ismael Alexandrino, veiculadas nesta quinta-feira (11/7) no Jornal Anhanguera, são sofismáticas e falaciosas. Mais que isso, revelam uma face até então desconhecida deste governo, a de usurpadores.

O fato de o ineficaz discurso de terra arrasada não é mais aceito pelos goianos – pesquisas internas do próprio governo confirmam a tese. Agora tentam tomar para si o legado dos governos do PSDB, em Goiás. Caiado quer pegar carona no sucesso do HGG, marca do governo Marconi Perillo. Na noite de ontem, fiquei estarrecido ao assistir uma reportagem na Tv Anhanguera sobre os transplantes de coração que vão iniciar no Hospital Alberto Rassi, nosso Hospital Geral de Goiás (HGG).

Sem qualquer pudor, Ismael Alexandrino afirmou que o “HGG se posiciona hoje como o 10º hospital transplantador do país em transplante renal”, sem falar isso só foi possível por conta de investimentos maciços que os governos de Marconi e José Eliton fizeram no hospital para que esse número se tornasse realidade.

O próprio site da SES afirma, em matéria veiculada no último dia 9 que, em 2018, “Goiás foi o Estado que teve maior crescimento no número de procedimentos no País, passando de 18 no primeiro trimestre de 2017 para os 37, uma alta de 100%. Deste total, o HGG realizou 29 [procedimentos]”.

Histórico – Em 2016 foi iniciado o serviço de transplantes no HGG com metas ousadas, e com todo o processo necessário para o credenciamento que atualmente permitiu avançar para os transplantes de coração.

Desde 2016, o HGG foi credenciado pelo Ministério da Saúde para a realização de transplantes renais e possui equipes de múltiplos especialistas, além do aparato técnico necessário para avançar ainda na realização de transplantes de rins, fígado e pâncreas.

Em 2017, inclusive, o HGG em junho já havia realizado 60 transplantes renais, batendo a meta estipulada para o ano. O bom resultado colocou a unidade de saúde como uma das principais transplantadoras do Centro-Oeste, sendo uma referência nacional nesta especialidade, segundo dados do Registro Brasileiro de Transplantes (RBT).

Governador, por favor, pague o que está devendo das cirurgias cardíacas para a Santa Casa de Misericórdia e pare de usurpar das conquistas realizadas pelos governos que o senhor tanto criticou.

Portanto, reitero meu pedido a este governo. Trabalhem, trabalhem e trabalhem, pois os goianos precisam de uma gestão eficaz. O tempo que o senhor gasta criticando, poderia ser melhor utilizado para trabalhar para cumprir suas promessas de campanha.

Gustavo Sebba (PSDB) é deputado estadual, Médico e presidente da Comissão de Saúde e Pomoção Social da Assembleia Legislativa de Goiás

Compartilhar

Desenvolvido por