José Eliton afirma que Caiado aumentou o estoque da dívida de Goiás

10/2/2021

Em entrevista à Rádio Sagres, o ex-governador José Eliton afirmou que Caiado aumentou o estoque da dívida de Goiás.

“Pela primeira vez em décadas, o governo do estado tomou mais de R$ 4 bilhões sejam relativos a não pagamentos de encargos e serviços da dívida, sejam relativos ao uso de depósitos judiciais privados, esses somando mais de R$ 1 bi e 800 milhões. O governo aumentou o estoque da dívida em aproximadamente R$ 6 bilhões em apenas 2 anos. Esse recurso que foi tomado foi aplicado na sua integralidade no custeio da máquina pública. Quando o PSDB buscou captar recursos, ele fez para investimentos. Ou seja, a população teve a contrapartida em serviços e em obras. Talvez esse seja o governo que mais endividou o estado em dois anos”, criticou.

O ex-governador chamou a atual gestão de “especialista em fake news” ao, segundo José Eliton, deturbar informações relacionadas a gestão anterior. “A cada dia eles falam que a gestão anterior deixou um valor diferente de dívida. Esse governo é especialista em fake news. É só observar que no balanço apresentado pelo próprio governo atual, no começo da gestão, a dívida era de R$ 1 bilhão e 400 milhões. É preciso restabelecer a verdade. (…) É um governo midiático que bate exclusivamente em questões relacionadas ao passado. É um governo que não tem realizações, que não tem projetos, que não tem conquistas para a população”. Ainda justificando as contas públicas deixadas em 2018, José Eliton afirmou que deixou o estado com uma das menores taxas relativas a relação de receitas líquidas e despesas do Estado. “Era e menor taxa dos últimos 50 anos: 0,92. Em 1999, essa taxa era de 3,6 ou seja, eram necessários 3 anos e meio de arrecadação para pagar a dívida do estado. Em 2018, quando deixei o governo, era necessário menos de um ano de arrecadação para pagar a dívida”.

Ouça entrevista completa em:

 

Compartilhar

Desenvolvido por