Notícia

26/04/2017

“Eu quero deixar um legado de boas práticas de governança ao final de 2018”, diz Marconi

Consultoria contratada pelo governo gerou economia de R$ 83 milhões entre 2015 e 2016

Foto: Marco Monteiro

O governador Marconi Perillo (PSDB) comandou reunião de trabalho com representantes da Falconi Consultoria, que mostrou a superação em muito da proposta de economia feita pelo Governo de Goiás em 2015/16. A empresa foi contratada para melhorar a receita pública e a qualidade dos gastos do Executivo Estadual. A reunião foi realizada na manhã desta quarta-feira (26), no 10º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira. O governador disse que a meta era atingir R$ 27 milhões e o governo conseguiu economizar R$ 83 milhões com esse trabalho.

Participaram secretários de governo, presidentes de agências e autarquias, reitoria da UEG, comandantes das polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros, e chefes da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Defensoria Pública.

Os serviços de consultoria da Falconi, contratada pelo Governo do Estado de outubro/2015 a setembro/2016, resultaram em economia de R$ 83 milhões para os cofres públicos no período. A empresa foi recontratada este ano. “Nós superamos a meta de economia que era de R$ 27 milhões. Nós queremos deixar um legado de boas práticas de governança, com metas estabelecidas quando deixarmos o Governo do Estado, em 2018. Esse é um ato de honestidade para o futuro do nosso Estado e do nosso governo. Eu conto com o engajamento de todos os secretários”, afirmou Marconi.

A meta de economia dos gastos públicos para 2017 e 2018 é de R$ 209 milhões, “mas, se avaliarmos o que aconteceu, poderemos chegar a uma oportunidade muito maior de controle de gastos, ou seja, controle de desperdício”, setenciou Marconi, que pediu o “engajamento” de todas as secretarias, “da melhor maneira possível, com papéis e responsabilidade definidos”.

O Governo do Estado e a Falconi Consultoria vão promover seminários e workshops, a partir de maio, para envolver os secretários e os chefes de agências e autarquias, além dos técnicos do governo, no plano de ampliação de receita e economia dos gastos públicos. “A principal pauta é o chamamento de todos os secretários a nos ajudarem quanto ao aprimoramento dos gastos, visando a redução de despesas. Esse projeto só terá sucesso se tivermos o envolvimento de todos os secretários e técnicos”, lembrou um dos sócios da Falconi Consultoria, Mauro Eustáquio Soares. 

Fonte: Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

Facebook

Twitter