Notícia

27/04/2017

Imprensa nacional destaca atuação de Marconi por pactuação em torno de proposta para reforma da Previdência

Principais veículos de comunicação do País afirmam que governador de Goiás desponta como porta-voz de proposta que assegure a estabilidade fiscal e o pagamento futuro dos benefícios previdenciários

Foto: Divulgação

Os principais veículos de comunicação do País destacaram, nesta quarta-feira (26/4), a atuação do governador Marconi Perillo (PSDB) em prol da pactuação, entre União e Estados, de uma proposta de reforma da Previdência que assegure o equilíbrio fiscal do governo federal e das unidades federadas e os regimes de pagamento de benefícios no setor público e privado. Nas reportagens, jornais, portais e emissoras de televisão definiram Marconi como o porta-voz dos governadores na defesa da reforma da Previdência durante reunião com o presidente Michel Temer, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), na terça-feira.

O maior destaque foi na exortação para que os políticos deixem de lado corporativismo e populismo, e se unam em prol das reformas necessárias para que o País melhore e volte a crescer economicamente. “É hora de deixarmos interesses corporativos e o populismo de lado, e fazermos as reformas que vão tirar de vez o Brasil da estagnação”, assim os jornais reproduziram a fala de Marconi.

O Valor Econômico registra Marconi como o porta-voz dos governadores na reunião com o presidente Michel Temer. “Perillo diz que governadores darão apoio à reforma da Previdência”, diz o título. O texto destaca a seguinte declaração do governador: “Consideramos fundamental para o Brasil essa reforma. É hora de os políticos deixarem o populismo de lado”. O Estado de S. Paulo registra que Marconi falou em nome dos 17 estados presentes na reunião.

O jornal Estado de Minas ressalta que, após a reunião, o governador Marconi Perillo, afirmou que os chefes de governos estaduais se comprometeram a apoiar de forma irrestrita as reformas propostas pelo governo, sobretudo da Previdência. "Se medidas não forem tomadas, o País e os Estados entrarão em colapso. Os governos deram apoio irrestrito às reformas porque elas são fundamentais", reproduz a declaração de Marconi. O Estado de Minas também destaca que Marconi informou que os governadores se comprometeram a procurar suas bancadas para esclarecer pontos da reforma, em busca de aprovação no Congresso.

O Popular relata que Marconi pontuou que 55% de tudo o que se arrecada hoje pelo governo federal é gasto com Previdência. “Isso é muito sério. De 100% de tudo o que se arrecada no País, hoje, 45% é destinado à infraestrutura, Educação, Saúde, Segurança e outras áreas, e 55% para Previdência. Ou seja, tem alguma coisa muito errada nisso”, reproduz o jornal; que o ministro Henrique Meirelles fez uma exposição mostrando a queda da inflação e dos juros, e condicionou a retomada da atividade econômica à aprovação da reforma da Previdência.

O governador Marconi foi quem propôs a reunião com o presidente Michel Temer, durante o último encontro do Fórum de governadores do Brasil Central, conforme destaca o jornal Opção. A Agência Brasil observa que Marconi foi quem conversou com a imprensa após a reunião: “É hora dos políticos deixarem o populismo de lado e pensarem nas reformas necessárias para trazer estabilidade econômica para o País”.

As televisões também repercutiram as declarações do governador Marconi, com destaque principal para a conclamação de que os políticos deixem interesses corporativos e o populismo de lado, e ajudem a fazer as reformas que vão tirar de vez o Brasil da estagnação. Globo News, Jornal da Band, SBT Brasil e o jornal da Record destacaram, ainda, que Marconi atuou como porta-voz dos demais governadores.

Reunião é destaque em periódicos de vários estados

A liderança de Marconi na representação dos governadores com Temer foi destaque em jornais de vários estados (vide box). O Jornal do Tocantins ressaltou o argumento de Marconi na reunião, segundo o qual 55% de tudo que é arrecadado pelo governo federal vai para a Previdência. “Tem alguma coisa errada nisso”, alertou. Na matéria publicada pela Folha de Londrina, o otimismo de Marconi após a reunião foi sublinhado pelo periódico paranaense. “(Michel Temer) Nos passou uma mensagem otimista, mas condicionando a retomada do crescimento econômico do país”, declarou Marconi.

Na manchete, o paulista Folha da Região enalteceu o governador de Goiás como porta-voz do encontro. “Perillo: governadores deram apoio irrestrito às reformas propostas pelo governo”, publicou. “Se medidas não forem tomadas, o País e os Estados entrarão em colapso. Os governos deram apoio irrestrito às reformas porque elas são fundamentais”, disse Perillo no jornal de Araçatuba.

Fonte: Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás

 

Facebook

Twitter